Principal
Banner

postheadericon Niterói celebra Outubro Rosa com iluminação especial no MAC

 

 

 

Secretaria Municipal de Saúde preparou programação com diversas atividades gratuitas durante este mês


O Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Niterói recebeu iluminação especial cor de rosa, nesta sexta-feira (1). A iniciativa é em alusão à campanha Outubro Rosa para conscientização sobre o câncer de mama. A Secretaria Municipal de Saúde também preparou uma programação de atividades pelo Outubro Rosa durante o mês de outubro. Nesta sexta-feira, o Hospital Municipal Carlos Tortelly (HMCT) teve uma decoração especial em seu Centro de Diagnóstico Integrado (CDI), que realiza exames de mamografia.

 

“Nesse último ano e meio, o foco era na Covid-19 e, agora, com o avanço da vacinação, é um momento muito importante de voltar a falar deste tema que é o câncer de mama. A prevenção deve ser feita o ano todo e não apenas no mês de outubro. Quero parabenizar esse movimento tão resiliente, que já completou 10 anos na nossa cidade”, enfatizou o prefeito de Niterói, Axel Grael.

 

A atividade no MAC contou ainda com a participação da primeira-dama da cidade, Christa Grael, do vice-prefeito Paulo Bagueira, e da sua mulher, Raíssa Machado, da ativista Karla Barcellos, que prestou uma homenagem a Paulo Gonçalves, coordenador do projeto que morreu recentemente, dos vereadores Leandro Portugal e Binho Guimarães, além de líderes religiosos.

 

Saúde – No Hospital Municipal Carlos Tortelly, a secretária Márcia Cristina Pereira Varela, de 49 anos, foi uma das mulheres atendidas para realizar uma mamografia. Ela contou que fez a retirada de nódulos do seio em 1994 e até hoje faz periodicamente o exame para acompanhamento.

 

“Eu descobri o nódulo quando ainda estava amamentando o meu primeiro. Tive que fazer cirurgia para a retirada e, de lá pra cá, tenho que fazer o acompanhamento. Pelo menos uma vez por ano, eu tenho que fazer a mamografia para saber se está tudo bem. Esse mamógrafo é muito importante, porque antes a gente ficava perdida, sem saber onde fazer o exame. Quanto mais cedo descobrimos, melhor, então a mulher não deve ter receio de procurar ajuda médica quando perceber qualquer alteração no seu corpo”, aconselhou.

 

Quem também fez o exame foi Franciana de Araújo de Lima, de 35 anos, que identificou um nódulo há cinco anos e iniciou o tratamento, que foi interrompido e agora retomado.

 

“Tenho feito acompanhamento, mas o meu mastologista se aposentou e fiquei estagnada nessa situação. Acho muito importante essa porta aberta para a gente, para a comunidade, vir aqui e conseguir esse exame com mais facilidade. A mamografia aqui na nossa rede municipal é um facilitador para fechar diagnóstico e evitar maiores preocupações”, disse.

 

Referenciada pelo Programa Médico de Família (PMF) Atalaia, a dona de casa Vânia Gonçalves, de 48 anos, também esteve no CDI para realizar uma mamografia pela primeira vez.

 

“Sempre pensei em fazer esse exame e agora tive essa oportunidade, achei tudo muito organizado e fui muito bem atendida”, contou.

 

O CDI do Carlos Tortelly foi inaugurado em 5 de novembro de 2020 e tem realizado uma média de quatro mil exames por mês. Além da mamografia, conta também com tomografias, raio-x digital, ultrassonografia, ecodoppler, endoscopia e colonoscopia.

 

“Com o CDI, temos conseguido atender demandas de toda a rede, como a de tomografia. Paralelamente, a prevenção em saúde é fundamental para evitar que casos fiquem graves e necessitem do setor de urgência”, afirma o diretor do Hospital, Ubiratan Moreira, ressaltando a importância da população adotar hábitos saudáveis e, no caso do câncer de mama, a realização constante do autoexame.

 

O câncer de mama é causado pela multiplicação desordenada de células anormais da mama, formando tumor com potencial de invadir outros órgãos. É o segundo maior tipo de câncer entre as mulheres, depois do câncer de pele não melanoma. A estimativa do INCA para 2021 é que 66.280 novos casos da doença sejam identificados no Brasil (incidência de 43,74 de casos para 100 mil mulheres).

 

Confira a programação do Outubro Rosa na Atenção Básica de Saúde:


– Rodas de conversas, às 14h, com a Drª Miriam Carvalho, nos PMF da Regional Norte II nos dias: 04/10 (Ilha do Conceição); 06/10 (Maruí); 13/10 (Coronel Leôncio); 14/10 (Nova Brasília); 18/10 (Leopoldina); 21/10 (Vila Ipiranga); 27/10 (Marítimos); 29/10 (Balderador).

 

– No dia 14, às 14h30, o Departamento de Supervisão Técnica Metodológica (DESUM) convida para live com o tema “Câncer de mama: Mitos e Verdade”, com a Drª Thereza Cypreste, no YouTube da Secretaria Municipal de Saúde de Niterói (www.bit.ly/SaúdeNiterói).

 

– No dia 18/10, às 10h, a Policlínica Regional de Itaipu convoca para roda de conversa “Amor no Peito: Apoio com orgulho o mês de conscientização do câncer de mama”, com a Drª Luiza Seixa (ginecologista), Drª Monica (nutricionista) e Drª Sandra Piccoli (terapeuta ocupacional).

 

– Em 19/10, às 14h30, o DESUM organiza uma roda de conversa “Outubro Rosa, de todas as cores?”.

 

– Na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Engenhoca, no dia 20/10, às 10h, acontece a roda de conversa “Prevenção e tratamento do câncer em tempos de pandemia”.

 

– A Unidade Básica de Saúde (UBS) Drº Mario Pardal (Morro do Estado) realiza coleta de preventivo e instrução de autoexame das mamas neste mês, com atividades sobre o preventivo (11/10); câncer de mama (13/10); planejamento familiar e métodos contraceptivos (14/10); importância do pré-natal (15/10).

 

– Já na UBS de Santa Bárbara, a equipe vai se vestir de rosa durante todo mês, com camisas personalizadas. A unidade estará com cartazes e panfletos com informações sobre o câncer de mama. Pacientes e moradores da região serão abordados pelas equipes, além do aumento da coleta de preventivos.

 

 

 

 

 
DIGITE SUA BUSCA
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner