Principal
Banner

postheadericon Dia D complementou vacinação contra Febre Amarela

02Personagem Rebecca Lobo Bettini - Bruno Eduardo Alves

 

No reforço para imunizar a população que ainda não se vacinou contra a Febre Amarela, no último sábado (07/07) foi o Dia D de vacinação em todos os municípios do Rio de Janeiro. Em Niterói, das 8h às 14h, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) equipou 30 unidades de saúde para aplicar a vacina, que continua disponível nos dias de semana, das 8h às 16h.

Até às 11h do sábado foram aplicadas 1.011 vacinas pelo município. Era possível também apresentar a caderneta de vacinação e ser imunizado com outras vacinas do calendário. Na Policlínica Sérgio Arouca, no Vital Brazil, o movimento era tranquilo, sem grandes filas. Duas salas foram destinadas para a aplicação: uma para crianças de até 5 anos e outra para os demais.

A analista de sistema Sabrina Lobo levou sua duas filhas de 8 e 6 anos, Rebecca e Isabella, para vacinar. Como no caminho iriam para uma Festa Julina, estavam fantasiadas e cativaram a equipe médica e demais presentes na unidade.

A família sabe o perigo da Febre Amarela de perto, o pai das meninas teve a doença há alguns anos atrás, após uma viagem para Mato Grosso do Sul. "Ele quase morreu, mas foi bem acompanhado pela Policlínica de Itaipu e até veio um médico da Fiocruz atendê-lo", contou Sabrina.

Ao serem vacinadas, a mais velha, Rebecca não reclamou e saiu da sala rindo dizendo que não doeu. Já sua irmã Isabella estava mais assustada e saiu aos prantos. Ao que foi consolada pela secretária de Saúde de Niterói, Maria Célia Vasconcellos, que chegava para acompanhar a ação, conversando com os usuários e os profissionais de plantão.

Maria Célia aproveitou para dizer para população que quem não pode se vacinar no sábado, que vá durante a semana no horário regular. Apesar de não ter caso de Febre Amarela iniciado em Niterói, as pessoas frequentam áreas em que a doença foi registrada. "A região Metropolitana está cercada por vários municípios em que houve incidência de Febre Amarela e as pessoas circulam por elas. O Dia D é importante para alertar às pessoas que elas precisam se vacinar, que a vacina está no calendário", afirmou.

Desde março, devido o aumento de casos da Febre Amarela em toda região Sudeste, a Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro recomendou a vacinação para toda população fluminense. Uma das pessoas que veio se vacinar neste sábado no Sérgio Arouca, o gerente de T.I. da Associação de Hospitais do Rio de Janeiro (AERJ), Daniel Vellasco, brincou: "eu falei para o meu avô que é médico que já tinha me vacinado, para ele não ficar preocupado, mas só agora que lembrei de vir me vacinar depois que li a matéria sobre este Dia D". O recado foi dado, a população deve procurar uma das 30 unidades mais perto de sua casa para se vacinar, evitando que o surto da doença chegue em nossa cidade.

A vacina - Em Niterói, já foram imunizadas mais de 160 mil pessoas só este ano e mais de 240 mil nos últimos 10 anos. Por recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), a vacina é de dose única. Dos 9 meses de idade aos 59 anos pode ser tomada diretamente. Gestantes, mulheres que estejam amamentando, bebês entre seis e nove meses, idosos com mais de 60 anos, e pacientes com o vírus HIV devem passar por um médico antes para avaliar a possibilidade de vacinação.

A imunização é contraindicada para pessoas com alergia a algum componente ou a ovos e derivados; pessoas com doença febril aguda; pacientes com doenças que causam alterações no sistema de defesa, assim como terapias imunossupressoras – quimioterapia e doses elevadas de corticosteroides, por exemplo; portadores de Lúpus Eritematoso Sistêmico ou com outras doenças autoimunes; pacientes que tenham apresentado doenças neurológicas de natureza desmielinizante (Síndrome de Guillain-Barré, ELA, entre outras) no período de seis semanas após a aplicação de dose anterior da vacina; pacientes transplantados de medula óssea; pacientes com histórico de doença do Timo; e crianças menores de seis meses de idade. Crianças menores de dois anos de idade não devem receber as vacinas tríplice viral ou tetra viral junto com a vacina contra Febre Amarela, o intervalo entre as vacinas deve ser de 30 dias.

Outras dúvidas podem ser consultadas no site: http://www.febreamarelarj.com.br

 

 

 

 

 


 
Banner
Banner
DIGITE SUA BUSCA
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner