Principal
Banner

postheadericon Mutirões contra Aedes aegypti avançam em Niterói

cczbarreto


Mais de 1600 imóveis foram vistoriados durante essa semana em outra etapa de mutirões contra o mosquito Aedes aegypti, no Barreto. O objetivo da Prefeitura de Niterói é intensificar as ações já realizadas rotineiramente durante o ano, mesmo após o término do verão, período com maior incidência do mosquito.

Ao longo da última semana, os agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) percorreram a região entre as Ruas Presidente Craveiro Lopes e Dr. March vistoriando casas, estabelecimentos comerciais e praças para identificar possíveis criadouros do mosquito e eliminá-los. Além do combate, a equipe informou sobre as doenças transmitidas e medidas necessárias para evitar a proliferação do Aedes dentro de casa.

A iniciativa faz parte das estratégias do Comitê de Combate à Dengue da Regional Norte para diminuir a proliferação do inseto na área. A ação é uma parceria com a secretaria Regional do Barreto, secretarias de Conservação e Serviços Públicos, Saúde, CLIN (Companhia de Limpeza Urbana de Niterói), além de atores sociais da região – associação de moradores, escolas e unidades de saúde.

De acordo o chefe do CCZ de Niterói, Francisco de Faria Neto, é fundamental definir um dia na semana para realizar a troca de água e a lavagem dos reservatórios que não podem ser eliminados, como pratinhos e vasos das plantas.

“A melhor forma de prevenir essas doenças é a eliminação do vetor, ou seja, combater os criadouros do Aedes aegypti, que coloca seus ovos em recipientes com água parada, como garrafas, sacos plásticos e pneus velhos que ficam expostos à chuva”, sinaliza Francisco.

Ação diária – Além dos mutirões, as equipes do CCZ realizam trabalho intenso de rotina de prevenção e combate ao mosquito em Niterói. Agentes vistoriam diariamente imóveis em todas as regiões do município, combatendo focos do inseto e orientando a população. Profissionais do Programa Médico de Família também atuam em parceria com o CCZ nas suas áreas de cobertura. Niterói também possui Comitês Regionais de Combate à Dengue, organizados pelas Policlínicas Regionais, com ações elaboradas de acordo com as características de cada comunidade.



A Prefeitura de Niterói está intensificando o combate ao mosquito Aedes aegypti, realizando mutirões na cidade. O primeiro bairro a receber a iniciativa foi o Barreto, onde mais de mil imóveis foram vistoriados desde o início de março. O objetivo da Fundação Municipal de Saúde é intensificar as ações já realizadas rotineiramente durante o ano todo.


   

Os agentes do Serviço de Controle de Vetores percorreram as ruas das comunidades do Marítimos e Buraco do Boi, vistoriando casas e comércios a fim de eliminar possíveis focos do inseto. Os moradores foram orientados e receberam material informativo sobre medidas de prevenção.


Na ação operacional, os profissionais também fizeram aplicação de inseticida com uso de carro fumacê e de equipamento específico intradomiciliar para eliminar mosquitos adultos. O setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde realizou palestras educativas sobre arboviroses para pais, professores e alunos nas escolas da região.


A iniciativa faz parte das estratégias do Comitê de Combate à Dengue da Regional Norte para diminuir a proliferação do inseto na área. O comitê envolve várias secretarias como a de Conservação e Serviços Públicos, Saúde, CLIN (Companhia de Limpeza Urbana de Niterói), a secretaria Regional do Barreto, além de atores sociais da região – associação de moradores, escolas e unidades de saúde.


Segundo o chefe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Francisco de Faria Neto, o índice de criadouros de mosquito na cidade está controlado e dentro do padrão instituído pelo Ministério da Saúde. No entanto, com as recentes chuvas, a atenção tem que ser redobrada, porque esses índices costumam subir.


“O cuidado com as caixas d'água deve ser ampliado. É essencial que ela esteja tampada ou com tela mosquiteira. A melhor forma de prevenir essas doenças é a eliminação do vetor, ou seja, combater os criadouros do Aedes que coloca seus ovos em recipientes com água parada, como garrafas, sacos plásticos e pneus velhos”, explica, recomendando que as pessoas tirem um dia da semana para verificar a presença de focos em suas casas, interrompendo o ciclo de vida dos mosquitos.


Ação diária – Além dos mutirões, as equipes do CCZ realizam trabalho intenso de rotina de prevenção e combate ao mosquito em Niterói. Agentes vistoriam diariamente imóveis em todas as regiões do município, combatendo focos do inseto e orientando a população. Profissionais do Programa Médico de Família também atuam em parceria com o CCZ nas suas áreas de cobertura. Niterói também possui Comitês Regionais de Combate à Dengue, organizados pelas Policlínicas Regionais, com ações elaboradas de acordo com as características de cada comunidade.

 



 
Banner
Banner
DIGITE SUA BUSCA
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner