Banner
Principal

postheadericon Carlos Tortelly realiza duas comemorações de Natal

Natal-HMCT-18

Com a chegada do Natal, a rede pública de saúde de Niterói mobilizou atividades de comemoração pela data. O Hospital Municipal Carlos Tortelly realizou duas atividades com Papai Noel: na quinta (13) as crianças atendidas na pediatria da unidade receberam presentes e na quinta seguinte (20) voluntários dos grupos ecumênicos Servos da Alegria e Pastoral da Saúde passaram em cada setor da unidade para levar alegria aos pacientes e distribuir kits de higiene.

 

Pediatria em festa


A pediatria do Carlos Tortelly tem a particularidade de ser referência no tratamento das crianças com vírus HIV positivo. A transmissão congênita do HIV pode acontecer durante a gestação, parto ou pelo aleitamento materno. Por isso, o pré-natal deve ser acompanhado de forma segura com o tratamento por antirretrovirais ao ser identificado o vírus na gestante.

 

“Aqui realizamos o acompanhamento ambulatorial de cerca de 70 crianças com o vírus, atendidas por uma equipe formada por médico infecto-pediatra, assistentes sociais, técnicos e enfermeiros”, afirmou a nutricionista que também integra o time e que organizou essa 3ª edição do evento, Kathleen Rocha.

 

Funcionários da unidade “apadrinharam” as crianças doando presentes que foram entregues por um Papai Noel para a felicidade da garotada, animada também pelos palhaços do projeto social “Espalha Riso”. O evento contou ainda com a parceria do curso de técnico de enfermagem do SENES que mobilizou 52 dos seus alunos para a atividade.

 

“É a 1ª vez que estou usando o jaleco, já estou me preparando para atuar nessa profissão que tanto amo”, afirmou a estudante Iasmin Araújo. O coordenador do curso, Rogério Marques, acredita que atuações como essas são fundamentais para a formação na área de enfermagem: “somos responsáveis pela arte de cuidado e, por isso, devemos ter um conhecimento amplo tanto na teoria como na prática”.

Esse carinho foi prestigiado pelos presentes. Enquanto o Papai Noel distribuía os presentes, a senhora Mirian Oliveira, de 59 anos, confidenciava sua história de vida como avó de um menino portador do vírus HIV que é atendido na unidade. “Aqui ele é muito bem atendido e se sente em casa, o pediatra é muito prestativo e toda a equipe está de parabéns”, afirmou ela que luta para ter a guarda da criança, já que, segundo ela, a mãe não tem condições psicológicas de tomar conta do garoto.

 

As histórias dessas avós e mães dessas crianças são variadas, mas os dramas de carregarem o estigma da doença foram deixados de lado nesse dia festivo e alegre, de espírito natalino que contagiou quem passava no local.

Na semana seguinte, o hospital todo celebra o Natal


Já evento do dia 20 foi organizado pela enfermeira Maria Virginia Ferreira que comentou do sentimento gratificante de realizar essa ação: “o hospital todo se mobiliza para essa atividade em que os pacientes chegam a chorar de emoção ao saberem que estão sendo lembrados, porque muito deles já não tem mais família”.

 

O grupo Servos da Alegria existe desde 2013 e todo domingo seus voluntários visitam os pacientes do Carlos Tortelly vestidos de palhaço para alegrá-los. “Conheci o grupo quando estava acompanhando meu irmão internado no Hospital e desde então me encantei com esse trabalho em prol dos mais necessitados”, explicou Gloria de Alencar, lembrando que também realizam atividades em asilos e orfanatos.

 

Já a Pastoral da Saúde reúne voluntários da Arquidiocese de Niterói e da igreja Nossa Senhora de Fátima em trabalho de orações no Hospital nas sextas-feiras. “É uma forma de trazer conforto espiritual em pacientes que estão sofrendo”, afirmou Fatima Melo.

 

A alegria foi a tônica do evento e o sorriso no rostos dos pacientes era destaque. Regina Lucia, cuidadora de uma das pacientes, elogiou a ação: “foi maravilhoso, o mundo seria bem melhor se mais pessoas fizessem esse tipo de trabalho”.

 

 

 

 

 
Banner
Banner
DIGITE SUA BUSCA
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner