Principal

postheadericon Programa Pré-Natal Seguro terá encontros com futuras mães

maneiras-da-natureza-de-obrigar-a-cuidar-bebe-1

 

A Prefeitura de Niterói vai enviar nesta semana à Câmara de Vereadores, um projeto de lei que visa a disponibilizar um incentivo de R$ 500 para as gestantes cadastradas no plano Escola da Família, do Pacto Niterói Contra a Violência. Batizado de Pré-Natal Seguro, o programa inclui 8 encontros com gestantes para debater educação não violenta, como uma forma de prevenção à criminalidade.


De acordo com o prefeito Rodrigo Neves, a meta é estimular as gestantes residentes da cidade, em acompanhamento no Pré-Natal na rede pública de Saúde, a participarem de grupos educativos.

“É mais um passo importante no âmbito da saúde pública do município, que adota mais essa iniciativa de prevenção. A gestão não está medindo esforços ao construir um Plano Municipal de Segurança Pública que permeia diversos setores e secretarias, contemplando, entre outras, intervenções preventivas, como a promoção da saúde”, informa.

O Escola da Família é um projeto que atua no eixo da prevenção do Pacto. O plano tem como objetivo contribuir para qualificação, por meio de atividades educativas, acolhimento e monitoramento, das práticas parentais exercidas por mães gestantes, pais e/ou cuidadores.

“São atividades que visam a aquisição de conhecimentos, capacidades e atitudes para o desenvolvimento da criança com afeto e sem violência. A estimativa é alcançar aproximadamente quatro mil gestantes residentes da cidade, abrangendo todas as regiões”, explica a secretária de Saúde, Maria Célia Vasconcellos.

Cada grupo de mães gestantes será formado por aproximadamente 15 participantes (mães gestantes, pais e/ou cuidadores) com atividades educativas realizadas em 8 encontros semanais e/ou de acordo com a particularidade de grupos específicos, totalizando cerca de 256 grupos de formação. A previsão é que a inscrição para a participação tenha início em agosto.

Para isso, serão capacitados cerca de 500 profissionais da Fundação Municipal de Saúde (FMS), entre médicos, enfermeiros, psicólogos, agentes comunitários, assistentes sociais, compondo todas as regionais, tanto em Hospitais, Policlínicas e Unidades Básicas, Programa Médico de Família, além de outros profissionais da Vice-presidência de Atenção, Coletiva, Ambulatorial e da Família (VIPACAF).

Está previsto, ainda, um “Kit bebê”, com materiais importantes para os primeiros cuidados, com banheira, mantas, toalhas cobertores e fraldas, entre outros utensílios que serão disponibilizados ao final do curso.


 
Banner
Banner
DIGITE SUA BUSCA
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner